sábado, 13 de Março de 2010

Princípio da conservação de energia

Quando ocorrem transferências de energia entre sistemas nem toda a energia fornecida (Ef) é aproveitada, dá-se o nome de energia útil à energia (Eu) que é aproveitada e, energia dissipada (Ed) à energia não pretendida. Assim a energia fornecida (Ef) é igual à soma da energia útil (Eu) com a energia dissipada (Ed). No Universo, nada se cria e nada se perde, tudo se transforma. Isto quer dizer que, a quantidade de energia que temos no final de um processo é sempre igual à quantidade de energia que tínhamos no início desse processo (Lei da Conservação de energia).
Dois exemplos da relação entre energia fornecida, útil e energia dissipada é uma lâmpada e um automóvel.

2 comentários:

  1. muito bom mesmo, ajudou-me imenso

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada. Bem explicado e direto, com fácil entendimento. Muito Bom!!!

    ResponderEliminar